Pomada de Própolis com Apitoxina - 15g
R$ 45,67
-
1
+
Valor final R$ 45,67
CEP
Calcule o seu frete!
Descrição
O pomada de Própolis com Apitoxina produz excelentes resultados para cicatrização de feridas, micoses e queimaduras. A pomada de própolis com Apitoxina é um produto de Apicultura Orgânica Veromed 100% natural.É obtido através de resinas produzidas por espécies vegetais que são colhidas pelas abelhas e processado para ser utilizado como mecanismo de defesa. O própolis é utilizado na colméia como uma barreira de defesa contra vírus, bactérias e fungos, além de vedar frestas e embalsamar inimigos invasores que eventualmente possam invadir a colméia a fim de evitar contaminações em seu interior. Sua ações farmacológicas já são conhecidas e utilizadas desde a antiguidade por civilizações com auto grau de desenvolvimento como os egípcios, maias, gregos e romanos. Os componentes ativos do própolis são: flavonóides, compostos, compostos fenólicos, enzimas, derivados do ácido benzóico, ácido e álcool cinâmico, ácido cafeico, benzaldeído, terpenos e óleos essenciais (Popravko, 1975) bem como coniferaldeidos. Informações científicas sobre a apitoxina: Desde a antiguidade, o veneno de abelhas (apitoxina) vem sendo utilizado na medicina. A apitoxina contém muitas propriedades poderosas e componentes farmacológicos únicos. Isso inclui 11 peptídeos, 5 enzimas, 3 aminas fisiologicamente ativas, carboidratos, lipídios e aminoácidos. Os peptídeos da apitoxina tem efeitos anti- inflamatório, antibacteriano e antipirético sobre o corpo. As abelhas têm sido utilizadas há muito tempo para fins medicinais. Na antiguidade, Hipócrates, o pai da medicina, pulverizava abelhas e seus ferrões para suas práticas médicas e Carlos Magno, no século VIII, foi tratado com picadas de abelhas para combater inflamações nas juntas (MAIA, A.B., 2002; BRODAMAN, J., 1962). A Apiterapia é uma modalidade da medicina alternativa que usa os produtos da colméia como mel, própolis, pólen apícola, geléia real, cera, apitoxina dentre outros com fins terapêuticos em seres humanos e animais (DIAZ et al., 2010; NORDI, et al., 2014). A apiterapia com a apitoxina foi utilizada pelos antigos egípcios como remédio homeopático para a artrite e tem sido bem documentada, desde então, como tratamento das enfermidades do sistema imune, das alergias, das viroses e das doenças inflamatórias há mais de 1.000 anos (HEGAZI, 2011). Apitoxina ou veneno de abelhas: Apitoxina é uma palavra latina que significa: apis – abelha e toxikon – veneno. As abelhas Apis Melífera produzem a apitoxina para sua proteção e defesa contra inúmeros inimigos naturais (NOGUEIRA-COUTO; COUTO, 2002). Segundo ALVES, E. M., 2011 a apitoxina é um dos mais importantes produtos da apicultura, pela diversidade de suas atividades farmacológicas, com ricas fontes de peptídeos biologicamente ativos. Seus principais componentes são proteínas (enzimas) de massa molecular entre 9.000 e 170.000 daltons; peptídeos com massas entre 2.000 a 1.500 daltons, entre os quais podem ser mencionados a melitina, apamina, secapina, tertiapina, peptídeo 401, procamina e adolapina, e aminas biologicamente ativas, incluindo a histamina, adopamina e noraepinefrina.
Fabricante: veromed
Recomendações
Própolis, Apitoxina e Cera de Abelhas Embalagem conteúdo : 15g Administração do produto: Por fricção local
O que vem na caixa
1 (um) pote de Pomada de Própolis com Apitoxina - 15g